3 de dezembro de 2013

Sesimbra, o melhor de dois mundos - Dia 1

A uma hora de Lisboa, para quem gosta de montanha e/ou de praia, Sesimbra tem o melhor dos dois mundos. O fim-de-semana passado foi a minha terceira vez nesta Vila, a primeira vez foi há mais de 10 anos quando tive uma semana em férias de família e porque a minha família não tem espírito de turista pouco saímos do aparthotel, a segunda vez foi numa visita de estudo na licenciatura onde visitamos a Capela do Espírito Santo dos Mareantes, esta terceira vez permitiu conhecer mais e melhor esta vila e deixou a vontade de lá voltar.


Sesimbra Vista do Castelo
Ficamos no Hotel do Mar, mesmo em frente à Praia do Ouro este hotel está construído em sulcacos e todos os andares têm jardins e o nosso quarto dava directamente para os jardins com a piscina exterior. Aqui fomos muito bem recebidos e foi só no check in que ficamos a saber que o hotel tinha piscina interior e imediatamente fiquei em estado de alerta, não tinha levado o bikini! (é o que dá uma pessoa não estar habituada a ficar em hotéis de quatro estrelas...)


Hotel do Mar
Piscina exterior do Hotel visto
do terraço do nosso quarto
O resto da tarde foi dedicado a procurar um bikini nas lojas de Sesimbra. Conseguem imaginar a minha cara e a das pessoas quando entrava numa loja e perguntava se tinham bikinis, isto no último dia de Novembro? Pois... Há coisas que só acontecem comigo! Mas lá consegui encontrar um bikini bonito de bonito (not) com uns folhos verde alface.

À noite fomos jantar no restaurante o Velho e o Mar um salmão grelhado e o que eu gosto de salmão! Se por lado começo a pensar em aderir em força ao vegetarianismo, por outro lado, gosto tanto de peixe!

Depois do jantar fomos para a praia do Ouro, mesmo em frente ao hotel, para o evento Ilumina-te, onde foram largados balões de ar quente para ajudar a Cercizimbra, gostava de ter soltado um balão mas já não havia à venda, de qualquer forma foi um evento muito bonito.


Evento Ilumina-te. Infelizmente as fotos não
conseguem transmitir a verdadeira essência.

Um comentário: